É A LEI DE AÇÃO E REAÇÃO

Irmãos meus, esquecei o passado de erros e lançai-vos no presente à redenção de vossas almas, praticando o Bem e seguindo o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Modificai o tônus vibratório, através da prática do amor e do perdão das ofensas, como vos ensina o Mestre da Luz, buscando a renovação íntima, aprimorando as virtudes libertadoras.

Não há culpados por vossos sofrimentos que não sejam vós mesmos; portanto, perdoai a si mesmos e segui amando sempre.

O tempo na matéria é irrisório, mas suficiente para iniciardes vossas transformações benfeitoras.

Não olvideis o irmão que convosco caminha, estendei vossas mãos em ajuda desinteressada, em somatório de forças, para juntos, construirdes um mundo melhor.

A violência desmedida representa o eco da fera, buscando estender seu território além do abismo. Nada temais, o Cristo vela por vós e o sofrimento que vos alcançar é vosso reajuste com o próximo.

A dor é necessária, pois também impingistes a dor ao próximo. É a Lei de Ação e Reação. Não há injustiça de Deus.

Meus irmãos, não revideis o mal com o mal, não vos rebeleis ante o sofrimento, pois viveis o momento decisivo para vossos espíritos. É hora de colheita da semeadura imprevidente do passado, para vos tornardes libertos das culpas que vos tornam pesados e agrilhoados à matéria.

Aqueles que continuam a semear ventos e tempestades serão levados, compulsoriamente, ao exílio doloroso.

Colhei com resignação os frutos amargos que plantastes, confiantes da Presença constante do

Mestre a sustentar-vos ante a prova.

Não desanimeis ante as lutas, pois são necessárias ao vosso aprimoramento, garantindo-vos um lugar na Terra Renovada.

As lágrimas que hoje regam vosso terreno, proporcionarão que amanhã cresçam os frutos da liberdade do espírito imortal e o cessar das reencarnações dolorosas.

A Chama da Luz Divina ilumina vossos caminhos.

Erguei a fronte e fixai vossos olhos no horizonte onde desponta a aurora do Novo Dia.

Jesus anda convosco, sustentando-vos os passos incertos. Caminhai sem cessar, mesmo que os pés vos sangrem.

Estais ao final da jornada, os sacrifícios avolumam-se e deveis submeter-vos humildemente, à Vontade do Pai.

André, Irmão de Pedro, em 14/04/2007    

Extraído do livro -  EM NOME DO CRISTO NOVAMENTE AQUI ESTAMOS

http://www.extraseintras.com.br/publicacoes_pdf.asp