TRÊS DIAS DE ESCURIDÃO ENCOBRIRÃO A TERRA

Médium:

Ouço as seguintes palavras, repetidamente:

“Três dias de escuridão encobrirão a Terra!”

“Três dias de escuridão encobrirão a Terra!”

“Três dias de escuridão encobrirão a Terra!”

Vidência:

Vejo o Planeta girando no espaço e uma “gigantesca nuvem negra” em sua trajetória. O Planeta, paulatinamente, é engolido pela nuvem densa.

Nas cidades, desespero, gritos, loucura. As televisões, no mundo inteiro, anunciam insistentemente: “Não saiam de suas casas! Busquem abrigo seguro, local subterrâneo! Fechem bem portas e janelas. Não deixem os gases contaminados invadirem o ambiente.

São letais!”

Insistentemente, a mesma notícia se repetia por toda a Terra, até que o Planeta mergulhou na escuridão. A escuridão passou e a vida continuou.

O povo sai às ruas, correndo de um lado para outro, sem direção certa.

Pessoas se jogam de edifícios.

Nos campos, vejo, em casinhas humildes, pessoas simples, ajoelhadas, rezando com velas acesas.

Na África, as populações pobres e desnutridas, aos magotes, mortas, caídas pelas ruas sem calçamento, em locais ermos. No mar agitado, a fauna marinha flutua morta.

Logo após, recebo a seguinte mensagem:

A escuridão invadirá a Terra e desaparecerão todos os preconceitos de raças e de credos.

Ruirão as estruturas políticas e religiosas. A sociedade organizada, como é hoje conhecida, desaparecerá.

Todos os seres terráqueos serão igualados pela dor suprema, impotentes, ante a força maior e incontrolável dos fenômenos da Natureza.

À quietude que se seguirá, somente os gemidos se ouvirá!

Um vento gélido irá soprar, dissipando a escuridão, levando para longe a nuvem de gases venenosos.

Os sobreviventes se buscarão, na ânsia de unirem-se aos entes queridos, que não mais existirão. E aquele que sobreviver será irmão de todos; e no auxílio mútuo, agregarão forças para recomeçar.

A loucura estará instituída em muitas mentes, que desejariam ser um daqueles milhares de cadáveres, espalhados pelas vias públicas. Mas, sem coragem de ceifarem a própria vida, mergulharão na ausência da realidade que não suportarão enxergar.

A comida, racionada, muita disputa ocasionará.

A água preciosa será disputada, como se moeda de ouro fosse.

No plano invisível, a desordem também será grande, pois, se a massa ignorante não aceita morrer de causas naturais, as mortes coletivas para ela, de maneira tão infundada e incompreensível para sua mente, a lançará no torvelinho das trevas, onde criaturas odientas e animalizadas aguardam, para nutrirem-se.

Horror e loucura, na Terra e nos Céus! (no plano astral)

Na mais pungente dor, será ceifada a humanidade de terceira dimensão.

Para livrar-se da crosta purulenta e das chagas abertas pela rebeldia humana, a criatura deverá sofrer, tornando-se pura, para merecer ascender.

As Trevas envolverão a Terra para o ser humano compreender que “a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”.

Sentirá o peso do seu “livre arbítrio”!

Pesar-lhe-á o livre arbítrio, ao sentir as consequências nefastas de sua má conduta, perante as Leis Inexoráveis do Progresso.

Verticalizar-se-á o eixo da Terra, libertando-a enfim, para recomeçar.

Sua humanidade atrasada será extinta de seu seio amigo.

A Terra atrairá o trigo bom, para consigo dar início a novo estágio de progresso: o recomeço feliz da Terra de Regeneração.

Consultai vosso coração.

Onde desejais estar naquela hora que não tarda?!...

Jesus é nosso Pastor e nada nos faltará!

Médium :

Após o Mantra das 18:00 hs., captei mais estas palavras:

Nem pedra sobre pedra restará! E os homens ignorantes se perguntarão: “onde está Deus que não nos salva”?

Compreenderão, a duras penas e ranger de dentes, que Deus está em toda parte e em si mesmo. Contudo, será tarde demais para aprofundar-se no Evangelho de Jesus e transformar-se, pois a Terra de Expiação e Provas, a essa altura, não mais existirá; e, na Terra de

Regeneração nascente, não poderão habitar.

Seguirão, então, para outro ciclo de burilamento, em condições muito adversas, em planeta áspero e agreste para cumprirem, mais uma vez, os Desígnios Maiores que desobedeceram, rebelando-se.

Na dor, cumprirão seus destinos de “rebeldes decaídos”.

Nostradamus

18/09/2009 – Vitória/ES

LIVRO NOSTRADAMUS

http://www.extraseintras.com.br/publicacoes_pdf.asp