QUEREM VER NOSSAS NAVES

Queridos amigos, que, por afinidade, trabalhamos juntos em razão de um "objetivo maior". Grandes Seres reúnem-se em torno desse trabalho, que tem por finalidade auxiliar a todos os reinos deste planeta, do mineral, passando pelos elementais e os Devas ao reino humano. Todos receberão as energias  produzidas e dinamizadas neste local.

Trago uma mensagem a todos os seres humanos.

Os homens que se dizem crentes em nossa existência - seres extraterrenos - rogam por fenômenos, querem ver nossas naves, apalpar-nos e conhecer nossa tecnologia e realidade. No entanto, não percebem o essencial, o motivo pelo qual estamos entre vós, seres humanos, que é ajudá-los, auxiliá-los em sua escalada evolutiva. Guiá-los, quando assim permitem, a descobrirem sua Luz Interior e a brilharem por si mesmos, com combustível próprio, operando a reforma interior e melhorando-se, praticando a caridade, o amor ao próximo, tão pregado pelo Cristo, quando em presença Física entre vós. Não reconheceram o Ser Magnânimo que se fez presente em encarnação na Terra, logo não seriam nossas materializações que trariam maior benefício às vidas dos seres terrestres.

Nosso objetivo não é satisfazer curiosidades, não é maravilhar os olhos. É despertar as almas! Do mesmo modo como duvidam de nossa existência, de nosso amor e de nossa tutela para convosco, mais ainda duvidam da existência dos Seres Intraterrenos, Irmãos Evoluídos, muitos oriundos de vários pontos distantes dos Universos que também aqui se encontram para auxiliar este planeta, o belo Planeta Azul.

Os homens perguntam qual a razão desses Seres habitarem o interior da Terra e como seria possível, porquanto é um absurdo aos olhos da ciência. E eu respondo: Ciência humana, ignorante das Leis Cósmicas, ciência que é instrumento das "forças involutivas" e que ao invés de trazer benefícios a todos, facilitando a existência das pessoas, dando-lhes maiores condições de vida, degrada o meio ambiente e apenas concentra riquezas.

Poucos seres detêm quase todo o manancial de riquezas do planeta, enquanto a maioria sofre penúrias e misérias, sem ter o mínimo para sustentar sua vida! Se os seres intraterrenos se mostrassem e abrissem suas cidades, para visita dos seres humanos, seriam dizimados e escravizados, ou teriam que defender-se com suas armas, com sua alta tecnologia. Os seres intraterrenos querem ajudá-los, estender-lhes as mãos para que cresçam.

Crianças minhas, acordai! Ainda é tempo. Abri vossos olhos às realidades imateriais. Reconhecei em vós mais que um corpo de carne, que quando da morte física, apodrece e serve apenas de alimento a criaturas inferiores se esvaindo como o pó da Terra.

Não sois somente isso! Sois espíritos, sois luz, sois parte da Magnitude do Creador. Reconhecei vossa essência divina e empreendei a luta contra as ilusões.

Este belo planeta, que vos serve de lar abençoado, está dilapidado por vossa ignorância, ambição e desamor. Vossos semelhantes são ignorados, quando não são massacrados por vós. Por dinheiro, sois capazes de descer a um grau vibratório tão baixo que faz com que vos transformeis em verdadeiros monstros. Não é este o objetivo maior traçado pelo PAI.

Viemos trazer auxílio para vosso crescimento.

São os últimos alertas. Acordai! É a última chamada!

Quero também alertar os seres humanos que proclamam, aos quatro cantos, acreditarem na transição planetária pelos cataclismos que ocorrerão, mas que, de posse das informações passadas por nós, reúnem-se em grupos, armazenando grande quantidade de provimentos para esperarem, guarnecidos em seus lares luxuosos, em regiões ditas seguras, a "grande hora". Tolos!

Nossas informações não são repassadas para que vos abrigueis da dor e da fome enquanto vossos irmãos sofrem dilacerados por todo tipo de carência.

A dor alcançará a todos quantos tenham que passar por ela e aprender com ela, não importa onde estejam: sob fortalezas ou sob proteção cerrada a metros e metros de altura, o sofrimento baterá a porta e suas estruturas ruirão.

Tantos seres maravilhosos, de esplêndida desenvoltura espiritual, vieram ao longo de milênios, avisando-vos e não conseguistes aprender a lição mínima, as Leis Básicas!

O amor é para ser doado; se o sofrimento vem para a humanidade é para redimi-la. Não estamos passando informações para que fujais dos acontecimentos e sim para que vos conscientizeis, para que vos modifiqueis e cresçais a fim de auxiliardes vossos irmãos. Não fujais de vossas responsabilidades, não vos escondeis! Não estareis isentos dos cataclismos, do sofrimento e do caos que assolarão o planeta, muito menos em razão de nossas informações.

Estamos aqui entre vós para que desperteis vossas mentes, tão tacanhas, tão diminutas. Olhai para os céus e vede vós outros como parte do Universo. Aprendei a enxergar esta existência como mera passagem e tenhais agradecimento e compaixão para com vosso "lar momentâneo", a Terra, e para com vossos irmãos vegetais, minerais, animais e humanos.

Até quando perdurará vosso endurecimento e cristalização? Até quando? Meditai, seres humanos!

Vosso Mestre Jesus Sananda, em Sua Misericórdia Infinita, usa toda Sua Força e Seu Amor para despertar-vos, dar-vos a última chance e fazer a Última Chamada. Não permaneçais surdos ao clamor de Vosso Mestre.

Eu me despeço, dizendo-vos, Grupo de Trabalho, que estou e estarei em harmonia com vossa tarefa.

Quem vos fala é vosso irmão Yury, humildemente presente e feliz pelo reencontro.

M —

É com imensa alegria que vos recebemos nesta viagem; bem sabeis do amor profundo que sentimos por vós. É algo como gratidão, devido a grande distância que nos separa por vosso grau de elevação espiritual. Sabemos que tendes grande dificuldade em vos deslocardes, projetando vossa mente e vosso coração até nós. Que Deus Vos abençoe e a todos os Companheiros do Planeta Patrulha.

Yury —

Muito trabalho temos, querida irmã, para afinar os instrumentos de trabalho, mas o faremos quantas vezes forem necessárias para que possamos enviar nossas mensagens e auxiliar-vos nesta tarefa de divulgação até as populações, sobre as realidades tão físicas, porém não percebidas pelas mentes ignorantes. Nosso trabalho de auxílio nesta fase dolorosa de transição permanecerá até o último instante, quando da verticalização do eixo terrestre e, posteriormente, de sua recuperação.

Somente quando a missão estiver totalmente cumprida seguiremos nosso rumo e voltaremos a toda atividade normal com o nosso planeta.

Deixamos convosco o nosso carinho e o nosso amor.

Yury - 31/03/1999

Rio Negro - Amazonas

Livro Comandante Yuri Missão Resgate Planetário

http://www.extraseintras.com.br/publicacoes_pdf.asp