O PODER DA PALAVRA FALADA - A CHAVE -

Como previamente demonstrado anteriormente, a atividade do poder de invocação teve um profundo impacto na evolução da raça. O Mestre Ascensionado El Morya, referindo-se á segunda dispensação (Ponte para a Liberdade), disse claramente que, se não fosse o poder de invocação, Ele não teria se incomodado em requerer essa dispensação. Foi essa atividade que possibilitou á Terra continuar mantendo seu lugar na Galáxia durante os testes e experimentos de 1930 e 1950, e que pode ser essa atividade dos estudantes de hoje o que possibilitará continuar a ter a Terra como um Lar Planetário. Desde que o poder de invocação é algo novo para a consciência ocidental, e desde que os Mestres colocaram tanta ênfase nessa atividade, talvez esse assunto deva ser considerado em maiores detalhes.

A atividade do poder de invocação coloca grupos de ensinamentos dos Mestres Ascensionados a parte de todos os outros grupos da Nova Era. Orar é bom, e também meditar. Isso ajuda o crescimento espiritual do indivíduo. Ajuda a criar uma linda aura individual que pode abençoar os outros, mas essas atividades não ajudam um Mestre. Um Mestre, para dar assistência a um grupo ou a um indivíduo, depende de um retorno de Energia que é dirigida a Ele voluntária e conscientemente. Poder de invocação, contemplação ( meditação associada á atenção do estudante depositada em um Mestre) e canções incorporando o Nome e a atividade especial do Mestre são o tipo de energia que um Mestre pode usar.

Dessas, invocações e canções são mais efetivas.

Para melhor explicar as necessidades do poder de invocação, o Mestre El Morya disse: “Se você recebe em seus pulmões uma inspiração da fonte Universal e se recusa a expirar e devolver aquela respiração ao Universo, procurando prende-la em seu corpo, você causa a destruição da sua forma. Do mesmo modo, a energia liberada pelo chela em seu serviço impessoal á Vida traz um retorno da Energia Superior como maior conhecimento, maior compreensão, em ‘momentun’ de cura, e em ‘momentun’ de suprimento. Mas se a energia dada por um Mestre não é usada para um propósito humanitário, e se Ele tivesse que liberar mais, o fluxo de vida eventualmente morreria pelo excesso espiritual, do mesmo modo que o corpo morreria pela respiração comprimida.

Deve ser dado equilíbrio a qualquer assistência que recebemos de um Mestre. Se a assistência é dada na forma de novas instruções, uma certa quantidade de energia deve ser conscientemente retornada, além de compartilhar essa informação com outros que procuram a Verdade, que sejam honestos, determinados e sinceros. Esse é o ponto que muitos líderes de grupos e chelas não entendem. É impossível a um Mestre dar novas informações para um grupo se a Mensagem original não é usada na maior extensão possível, e se ela não for dividida com o resto das pessoas do mundo!

Deixem-me resumir brevemente como os poderes de invocação devem ser dados:

1) Poder de Invocação na posição ereta. Ficar imóvel, acalmar todos os corpos e dar sua atenção á Presença I AM;

2) Se possível, invocar em grupos. Quanto mais pessoas houver, maior será a energia dispensada. Se um membro devaneia, não entende o que está sendo dito ou não visualiza o que está sendo dito, torna-se então o elo enfraquecido da corrente. O grupo inteiro torna-se menos efetivo. Portanto, ninguém deve ser aceito num grupo de invocação a não ser que tenha ao menos alguma compreensão desse ensinamento.

A mera repetição de palavras é inútil;

3) Já que a visualização é tão importante, e já que a consciência ocidental tem dificuldade em concentrar-se em algo, observe-se ás vezes para ver quantos segundos você se concentra profundamente em um item. A invocação deve ser interrompida tão logo alguém do grupo fique cansado. À medida em que o grupo amadurece, o período de invocação pode ser aumentado gradualmente;

4) Há necessidade de um controle equilibrado de energia emitida individualmente por cada membro. Alguns indivíduos podem ser extremamente positivos no uso de um tom baixo e impositivo, transmitindo um forte sentimento. Outros não podem transmitir sentimento a não ser pelo exercício de alguma forma física, resultando em um tom de voz mais alto. Aqui, liberdade é a ordem do dia;

5) A competência do diretor em conduzir a energia para um compasso rítmico determina a eficácia da invocação. Esse é exatamente o principio do uso do aríete contra uma porta trancada. O mau uso da energia durante muitas encarnações anteriores tem causado um acumulo de energia negativa que precisa ser desalojado e transmutado. Toda essa energia não pode ser transmutada com uma simples afirmação.

Portanto, a base do padrão de invocação é ritmo e repetição convicta;

6) A velocidade do compasso da invocação é importante. Sei de grupos que invocam tão rapidamente que mal se podia entender o que estava sendo dito. Por outro lado, sei de dois grupos que invocam tão vagarosamente que parecia não haver ritmo algum; soavam mais como afirmações ou decretos. A resposta está em algum lugar entre os dois extremos.

A invocação numa base rítmica e periódica cria um campo de força energizado. Os Mestres podem usar a energia desse campo de força mesmo que o grupo não esteja reunido.

Invocações rebaixam as formas mentais de visualização para as energias condensadas do campo físico. Grupos de invocação são a exigência da hora.

O acumulo da energia mal qualificada da humanidade através dos tempos aguarda sua transmutação. Com grupos de invocação suficientes, é possível minimizar o caos destrutivo que a Terra está enfrentando agora. Pode até ser possível evitar inteiramente a destruição.

Enquanto em encarnação física, parece que estamos totalmente separados de Deus. Isso não é assim. Deus está mais próximo do que nossa respiração.

Apesar do que a evidencia possa mostrar, nós, como indivíduos em encarnação física estamos ainda ligados a nossa Presença I AM, que está ancorada em nosso coração. O Filho ( a Presença I AM) não perde e nunca perderá sua conexão com o Pai (Hélios e Vesta, o criador das vestes espirituais), e o Espirito Santo (Alfa e Omega, o supridor da Energia Vital para esta Galáxia).

Antes da “Queda do Homem”, havia contato visual com os ajudantes de Deus, a Hoste Asensionada. Precisamos ver com o olho interno, ficarmos imóveis e seguir a Luz-guia, a pequena e silenciosa voz interna. Nossa Presença I AM, nossa conexão com o Sol e com o Grande Sol Central (que representa Deus tão aproximadamente quanto podemos concebe-Lo) é o nosso sempre presente auxilio em tempos de angustia, doenças, problemas financeiros ou a falta de qualquer coisa boa. Além disso, podemos invocar a Hoste Ascensionada para ajuda. Esse é nosso privilegio dado por Deus. Portanto, a encarnação física não deveria impedir-nos de demonstrar Perfeição. De fato, nos dá a oportunidade para faze-lo.

Qualquer experiência desarmoniosa deveria ser vista através das lentes do olho interno, enxergando além do testemunho dos cinco sentidos. Deveria ser reconhecido que Deus não é o distribuidor do pecado, da doença e morte, mas o Doador de todas as Dádivas Perfeitas. Deveria ser reconhecido e compreendido que condições imperfeitas somente ocorrem através do uso incorreto e desarmonioso de energia pelo próprio indivíduo, e que cada indivíduo pode contribuir para reverter a situação pelo uso correto e construtivo da energia.

Essa energia pode ser usada para curar os doentes. É mostrado aos estudantes desse ensinamento como isso é feito. a pessoa tranquiliza-se e chama a Poderosa Presença I AM à ação, tornando-a a autoridade única sobre a condição discordante.

Então invocamos um Mestre que se especializa em cura e Misericórdia (Maria, Arcanjo Rafael, Jesus, Nada, Hilarion, Kwan Yin). Isso é seguido pela invocação da Lei do Perdão e pelo uso da Chama Violeta. Podemos chamar a Poderosa Astreya para remover as causas e essências da condição discordante.

Além disso podemos visualizar a Presença Curadora de um dos Mestres indicados acima, e podemos tocar a musica que contem a nota tonal do Mestre particularmente envolvido.

Isso não é um pensamento desejoso. Estamos falando sobre Verdade, uma poderosa Realidade. Foi estimado que, ao todo, mais de 20.000 pessoas que frequentavam as preleções de Mr. Ballard foram curadas.

A encarnação física serve a um propósito vital. É uma experiência necessária para aquelas bravas almas que a escolhem como um meio de alcançar níveis mais altos de realização. Alcançar o pleno domínio no campo físico habilita os indivíduos a crescer espiritualmente. A encarnação e experiência no plano físico requerem um corpo físico.

Á medida que chegamos mais perto de Deus, o nível de vibração do nosso corpo físico será acelerado, e sua beleza, pureza e perfeição tornar-se-ão manifestas mais uma vez.

O Mestre Hilarion está assistindo médicos, constantemente, procurando novas maneiras de melhorar o processo de cura. Isso pode ser visto como um ato de misericórdia para com aqueles que não manifestam o tipo de consciência que permita a cura espiritual

É necessário haver o reconhecimento de que ambos os métodos de cura, físico e espiritual, são apropriados, dependendo do nível de consciência e de outras condições envolvidas. Os médicos precisam entender que o corpo físico é apenas um dos sete corpos, e outros precisam entender que a profissão médica é muito necessária sob as condições atuais. Na Idade de Ouro, é necessária a cooperação e melhor entendimento entre médicos e curadores espirituais, enquanto a humanidade ainda não tiver aprendido a dominar seus corpos Emocional e Mental, os verdadeiros responsáveis para as assim chamadas doenças.

É a meta do Mestre Ascensionado Hilarion e da Fraternidade da Verdade conduzir o interesse e cooperação dos fluxos de vida cientificamente pensantes da Terra e ensina-los a Ciência exata, como usada pelo Criador. Cada indivíduo da Fraternidade está comprometido com a busca incessante da Verdade, uma tarefa interminável. Os indivíduos que expressam o Raio da Verdade e da Ciência (o Quinto Raio) são instados a dividir essa preciosa pérola recém - encontrada com outros, para que eles também possam partilhar de sua sabedoria de sua sabedoria. Portanto, deveria ser uma das funções dos grupos de ensinamentos dos Mestres realizar pesquisas cientificas, incluindo a historia antiga do homem, e participar de outros projetos que beneficiam o progresso da raça. Encontrar artefatos que comprovem Shamballah, a Civilização Meru e a Civilização Saara seria de fato, de muito valor. Então, há os remanescentes dos Templos Atlantes e cidades submersas no fundo do Atlântico a descobrir.

 Os Mestres da Sabedoria disseram que muitas invenções têm sido desenvolvidas no plano etérico, esperando por uma consciência receptiva para serem manifestadas no mundo exterior. Mas para obter mais informação, precisamos primeiro fazer bom uso do que já sabemos. Desse modo, damos um equilíbrio; isso nos habilita a receber mais.

Uma das coisas que poderiam ser pesquisadas são as antigas caixas de força. Segundo os Mestres, a sabedoria e tecnologia durante as Eras Atlantes suplantaram as conquistas da tecnologia moderna em muitas áreas. A Energia Universal contida na atmosfera era transformada para fins de iluminação, aquecimento e propulsão de veículos. Era armazenada e transmitida por caixas de força. Eles disseram que essa realização será conquistada novamente.

Fonte: O PLANETA TERRA SUA ORIGEM SUA HISTÓRIA SEU DESTINO