A HERANÇA DIVINA -

É muito importante compreender plenamente que o desígnio de Deus para com cada um de Seus filhos é a abundância de todas as coisas boas e perfeitas. Ele criou a Perfeição e investiu cada um de Seus filhos exatamente com o mesmo poder. Também eles podem criar e manter Perfeição, expressar a SABEDORIA de Deus sobre a Terra e tudo quanto nela existe. O ser humano foi criado, originariamente, à Imagem e Semelhança de Deus. A única razão pela qual nem todos manifestam Seu Domínio e Majestade é pelo fato de não usarem sua Herança Divina — aquilo de que todo indivíduo é dotado e com que é destinado a governar seu próprio mundo. Então, não estão obedecendo à Lei do Amor, através da qual se derramam bênçãos e paz a toda Criação. Isto lhes acontece pela sua falta de capacidade em aceitar e reconhecer a si próprios como Templos do Mais Alto Deus Vivo, e de guardar este conhecimento com eterna gratidão. A humanidade, na sua atual limitação aparente de tempo, espaço, conceitos e valores distorcidos, acha-se nas mesmas condições de uma pessoa necessitada a quem estendesse uma mão cheia de dinheiro. Se o referido indigente não desse um passo avante para receber o dinheiro que se lhe oferecia, como poderia, jamais, obter os benefícios que este lhe poderia trazer? “A massa da humanidade está hoje exatamente nesse estado de consciência e nele continuará mergulhada, até que os humanos aceitem a Deus dentro de seus corações como o SUPREMO AMOR GOVERNANTE, o DOADOR e o AUTOR de todo o BEM que sempre desejaram para preencher suas vidas com plenitude e bem-aventurança”. O eu pessoal de todo indivíduo deve reconhecer, completa e incondicionalmente, que a atividade exterior ou humana da consciência nada tem, absolutamente, que lhe seja próprio. Mesmo a energia, pela qual se reconhece o Grande Deus Interior, é irradiada para o eu-pessoal pelo Grande Ser Divino Interior. “Amor e glorificação ao Grande Eu Interior e a atenção mantida focalizada sobre a Verdade, a saúde, a liberdade, a paz, a fartura, ou qualquer outra coisa que desejardes para correto uso, trarão à manifestação para o vosso proveito e de vosso mundo — se com persistência os conservardes em vossa consciência (pensamento e sentimento). Isto é tão certo como existe uma Grande Lei de Atração Magnética no Universo”. “A Eterna Lei da Vida é: O QUE PENSAIS E SENTIS ATRAIREIS PARA O MUNDO DA FORMA, onde está vosso pensamento, aí estais, porque sois vossa própria Consciência e vos tomareis naquilo sobre que meditais”. Quando alguém permite que sua mente se demore em pensamento de ódio, condenação, concupiscência, inveja, ciúme, crítica, medo, dúvida ou desconfiança, e admite que esses sentimentos de irritação sejam gerados dentro dele, certamente terá discórdia, fracasso e infortúnios em sua mente, corpo e mundo. Enquanto ele permanecer consentindo que sua atenção se prenda a tais pensamentos - tenham eles por objeto nações, pessoas, lugares, condições ou coisas - está absorvendo aquelas atividades na substância de sua mente, de seu corpo e de seus negócios. De fato, ele está induzindo - forçando-as - a que entrem em sua experiência. “Todas essas atividades discordantes atingem o indivíduo e seu mundo, através de seus pensamentos e sentimentos”.

O sentimento muitas vezes se manifesta impetuosamente, antes mesmo que se possa controlar os pensamentos captados pela consciência externa; tal experiência mostrar-lhe-á como é grande a energia, dentro de suas múltiplas criações - criações estas que ele acumulou pelo hábito. A atividade de Vida designada como sentimento, é o ponto menos resguardado da consciência humana. É a energia acumuladora, pela qual os pensamentos são impelidos para dentro da substância atômica, e assim, pensamentos se tornam coisas. Advirto-vos: a necessidade de vigilância sobre o sentimento nunca será demasiadamente enfatizada, porque o controle das emoções desempenha o papel mais importante em tudo na Vida, mantendo o equilíbrio da mente, a saúde do corpo, sucesso e realização nos negócios e no círculo social do eu-pessoal de todo indivíduo. PENSAMENTOS nunca poderão se converter em coisas, enquanto não se revestirem de SENTIMENTO. “O que chamam de Espírito Santo é o que conhecemos como sentimento, é a parte da Vida — Deus —a Atividade do Amor Divino ou a Expressão Materna de Deus. É por isso que o pecado contra o Espírito Santo é referido como o que acarreta tão grande aflição, porque qualquer discordância no sentimento rompe a Lei do Amor, que é a Lei do Equilíbrio, Harmonia e Perfeição. O maior crime no Universo contra a Lei do Amor é a emissão quase incessante, pela humanidade, de toda espécie de sentimentos negativos e destrutivos. Um dia a raça humana virá a perceber e reconhecer que as forças sinistras e destrutivas que se manifestam nesta Terra e em sua atmosfera — geradas, notai bem, pelo pensamento e sentimento humanos — só entraram nos negócios dos indivíduos e das nações através da falta de controle das emoções na experiência diária de cada um. Mesmo os pensamentos destrutivos não podem expressar-se em ação, acontecimentos, ou transformar-se em coisas físicas sem passar pelo mundo do sentimento — porque é nessa fase de manifestação que tem lugar a atividade de solidificação do átomo físico sobre as formas mentais. “Assim como o barulho de uma súbita explosão causa um choque no sistema nervoso de quem ouve, imprimindo uma sensação de tremor na estrutura celular do corpo — exatamente do mesmo modo as labaredas do sentimento irritado chocam, perturbam e desordenam as substâncias mais finas da estrutura atômica da mente, do corpo e do ambiente da pessoa que as emite, consciente ou inconscientemente, intencionalmente ou não. O Sentimento discordante é o causador das condições a que chamamos desintegração, velhice, falta de memória e qualquer outra falha no mundo da experiência humana. O efeito causado sobre a estrutura do corpo é o mesmo que seria produzido em um edifício se a argamassa, que une os tijolos, recebesse repetidos golpes, num aumento crescente, diariamente. Esse abalo contínuo separaria as partículas componentes da argamassa, e o edifício ruiria e se transformaria em massa caótica, e a forma deixaria de existir. É isto que a humanidade está constantemente fazendo na estrutura atômica do corpo humano. “Manifestar pensamentos e sentimentos discordantes que brotam de si mesmo, é proceder dentro do menor esforço e constitui uma atividade habitual do indivíduo pouco desenvolvido, rebelde e obstinado, que recusa compreender a ”LEI DO SEU PRÓPRIO SER” e trazer sua personalidade — que é apenas instrumento de expressão — à obediência a ‘Essa Lei’. Aquele que não quer controlar seus pensamentos e sentimentos, está em mau caminho, porque todas as portas de sua consciência estão abertas de par em par às atividades desintegradoras  projetadas pelas mentes e emoções de outras personalidades. Não é preciso nem força, nem sabedoria, nem treinamento, para dar passagem a impulsos malévolos e destrutivos, e os seres humanos adultos que fazem isto, não passam de crianças no desenvolvimento de seu auto-domínio. É uma vergonha para a Vida da espécie humana, que tão pouco controle das emoções seja ensinado à humanidade, do berço ao túmulo. ATENÇÃO para este ponto fundamental e grave é hoje a maior necessidade do mundo Ocidental. É fácil ceder a pensamentos, sentimentos e hábitos discordantes, porque a massa humana está como que submersa em ambiente e associações criadas, inteiramente, pelos próprios homens. “O indivíduo, pelo auto-domínio da consciência externa, deve esforçar-se por se elevar acima dessa condição, pelo seu próprio esforço, a fim de transcender a essas limitações permanentemente, e ninguém pode ter esperança de libertar sua vida e seu mundo da miséria, da discórdia e da destruição, enquanto não refrear os próprios pensamentos e sentimentos. Deste modo ele recusa deixar a Vida — que flui através da mente e do corpo — vir a ser qualificada pela discórdia resultante de cada pequena ocorrência perturbadora no mundo que o cerca. “A princípio, essa disciplina requer esforços tenazes e contínuos, porque os pensamentos e os sentimentos de noventa e cinco por cento da humanidade correm tão descontrolados e livres como um cãozinho vadio. “Entretanto, não importa quanto esforço seja necessário para trazer essas duas atividades a um controle absoluto; esse objetivo é de máxima importância e vale a pena que se dedique toda a energia, esforço e tempo e nenhum domínio real e permanente da Vida e do mundo pode resultar sem ele. Será prazer e privilégio para mim ensinar-vos o emprego dessas LEIS SUPERIORES. O uso e a aplicação delas vos permitirá libertar e expressar a verdadeira Sabedoria e manifestar Toda Perfeição.

  1. “O primeiro passo para o controle de si mesmo é a quietação de toda atividade externa, tanto da mente como do corpo. Quinze a trinta minutos, à noite antes de dormir e pela manhã antes de começar o trabalho diário, de prática do exercício que se segue, causará prodígios em quem quer que o faça com o necessário empenho...

Saint Germain

Fonte: Mistérios Desvelados cap. 1

https://www.ponteparaaliberdade.com.br/index.php?act=AP

Antes de tudo, mantende entre vós uma ardente caridade, porque a caridade cobre a multidão dos pecados {Pr 10,12}. - 1 Pedro 4:8 vc.

https://www.msf.org.br/doador-sem-fronteiras?gclid=EAIaIQobChMI-quO9pKj4wIVgQ6RCh3lxQzyEAAYASAAEgLgJPD_BwE