Poucas Casas Espiritas recebem os suicidas -

Salve, Jesus! Salve, a Força! Salve, a Luz!

Salve, o Amor de Maria!

Sou uma humilde serva que trabalha sob a luz mansa, amiga e companheira da Mãe dessa humanidade que vela por seus filhos sofridos e seu coração amoroso pede ao Pai que envie mensageiros para aliviar as dores dos homens encarnados.

Queríamos, todos nós, mensageiros do Pai, que as previsões dos suicídios não se concretizassem. É muito triste e dolorosa a imagem desses irmãos se debatendo no mundo astral devido a perda abrupta da vida na matéria, que continua no plano invisível com toda carga de energia, com toda sua vitalidade.

O aumento dos suicídios entre jovens e crianças se dá pelo grande número de seres vindos do Vale dos Suicidas que estão reencarnando compulsoriamente, como um recurso para aliviar suas mentes atormentadas e altamente fragilizadas. É a chance de não mais retornarem àquele local, uma oportunidade para que possam conquistar uma futura encarnação mais feliz, mais vitoriosa e menos comprometida com a contabilidade divina.

No entanto, é grande o número daqueles que não estão conseguindo impedir o assédio das sombras a suas mentes ainda fracas.

As Casas Espíritas, infelizmente, não conseguem, de uma maneira acelerada, produzir e distribuir as mensagens de alerta para o plano físico. São poucas as Casas que abrem suas portas aos suicidas. Se houvesse mais trabalhos de desobsessão recebendo esses irmãos, aliviaria muito a pressão sofrida pelos encarnados, principalmente os reincidentes na prática do suicídio.

Pedimos a todos os dirigentes de Casas Espíritas: abram suas portas, lembrem-se do pedido de caridade do Mestre Jesus. E o espiritismo, sendo o Consolador prometido por Ele, é o mais apropriado para realizar esse trabalho de ajuda e socorro.

Vemos os jovens encarnados, compulsoriamente, em famílias que poderiam ajudá-los; no entanto, no uso do seu livre arbítrio, acabam por desviá-los do caminho que poderia trazê-los à luz da razão. Comprometem-se fortemente com o materialismo, com a vida profissional que só leva a realização material. Não frequentam cultos religiosos. A falta desse amparo, de uma base religiosa, leva muitos desses jovens a reincidirem na prática criminosa do suicídio.

Mas seguiremos em frente, não abandonaremos o nosso posto de trabalho, contando com a ajuda das casas que se dispõem a essa tarefa. Não afrouxeis vossa vigilância no socorro, no amparo e no esclarecimento aos irmãos de humanidade, sobre as consequências do suicídio.

Quando conseguimos conter um ou outro irmão com conselhos ou mensagens que chegam através de mãos amigas, evitando que se suicidem, ao retornarem ao mundo espiritual pelo desencarne natural é, para nós, motivo de júbilo, recebendo um ser que se redimiu de sua vida de erros. Ele é encaminhado rapidamente para tratamento e estudos no mundo astral, para que se ajuste o mais rápido possível às boas práticas do Evangelho de Jesus.

Vede, irmãs, como o caminho tornou-se perigoso, após a humanidade abandonar os ensinamentos do Cristo? A história seria muito diferente, se tivesse aceitado o Evangelho redentor e, posteriormente, o Consolador prometido.

Muitas famílias não estariam chorando a perda dos seus filhos; muitas esposas e filhos não estariam perdendo seus maridos e pais, e muitas crianças não ficariam sem mães. Programações não seriam interrompidas e a mensagem divina “crescei-vos e multiplicai-vos” estaria acontecendo de maneira consciente.

Solicitamos àqueles que ainda nos ouvem e que ainda professam as mensagens do Cristo: olhai com carinho as crianças, porque nenhuma delas traz uma marca informando serem “ex-suicidas”, mas os sinais se mostram nos comportamentos esquivos, melancólicos, às vezes rebeldes e contestadores. Olhai os pais que se afastam do convívio sadio e familiar, olhai as esposas que abandonam a tarefa evangelizadora da família.

Quando começarem a prestar mais atenção na sua dor e não no ambiente que os cerca, é um sinal perigoso para as portas do suicídio. É nesse momento que os seres das sombras, os psicólogos experientes em obsessão veem a oportunidade de minar a vontade e a mente deste ser, afastando-o do convívio sadio, abrindo uma brecha para realizar seus tristes e nefastos intentos.

Estejamos atentos a todos, porque não sabemos e nunca poderemos esperar que uma encarnação termine em suicídio, mas é o que vem acontecendo em grande escala na humanidade.

Que a Luz do Mestre Jesus ilumine as mentes daqueles que estão dispostos a trabalhar em Sua Seara!

Serva de Maria

GESH – 13/04/2019 – Vigília Abrigo Servos de Jesus (ASJ) – Vila Velha, ES – Brasil

http://extraseintras.com/mensagens_ver.php?ind=1&id=3992