IGNORÂNCIA E DESPREPARO -

 Um parente de um jovem cliente jovem que abandonou o processo me disse o seguinte:  “Ele não quer fazer mais porque você disse que ele tem de perdoar fulano.” Quando se pede que a pessoa leia sobre o nosso trabalho antes de vir para a entrevista, é para evitar essas situações. Se a pessoa entender que existe o átomo, que ele é a base de tudo que existe, que todo átomo tem um campo eletromagnético, que nós somos energia (massa = energia), que emitimos energia polarizada pelos nossos pensamentos e sentimentos, que tudo que emitimos atrai energias semelhantes de volta para nós, saberia que esse sentimento de ódio em relação ao fulano só está criando mais ódio e aumentando o problema, que já está demorando demais para ser resolvido e causando graves problemas para todos. O conhecimento desta elementar verdade sobre o funcionamento do Universo é fundamental para a felicidade de qualquer pessoa e sua prosperidade em todos os sentidos. Tempos atrás, conversando com uma balconista num shopping, perguntei se ela sabia o que era um átomo. Ela respondeu que não sabia o que era isso. Essa resposta leva, inevitavelmente, a questionar nosso sistema educacional. O que está sendo ensinado nas escolas? De que serve uma educação que não ensina o básico e o elementar sobre a realidade física do Universo? Será que os professores sabem isto? Será que eles sabem a importância que tem saber que o átomo é a chave para o sucesso em tudo que se faça? Como essa pessoa pode esperar resolver seus problemas sem saber a causa dos problemas? É por isso que as pessoas vivem em silencioso desespero, como disse Thoreau. Desespero porque não tem a menor ideia do porquê estão aqui, de onde vieram e para onde vão. E não sabem como agir para conseguirem o mínimo para sua existência biológica (comer, beber, morar...). Não entendem a regras que dominam sua vida biológica, afetiva, econômica, social etc.. E silencioso porque sabem que qualquer insubordinação ou revolta trará sérias consequências para sua vida uma vez que pode ser preso, torturado e assassinado. Então se submetem, silenciosamente, e buscam alívio na comida, nas compras, nas diversões, nos esportes, no sexo casual, de maneira frenética e compulsiva. Trabalha-se o mínimo possível, porque ouviram dizer que o trabalho é uma maldição ou um mal necessário. Nunca pensaram que pode ser uma realização pessoal ou um desenvolvimento pessoal. É claro que pensam assim! Não sabem por que estão aqui, nem o que estão fazendo aqui e nem para onde estão indo! Não acreditam em nada! Ou acham que a morte termina em nada. Simplesmente desaparecem para sempre. Acham que tudo acaba com a morte biológica. Um animal não tem esse tipo de elucubração. Um humano, quando pensa, tem de achar uma lógica na vida e o mais fácil é achar  que tudo acaba ou que vai para o descanso eterno. E já que está aqui o melhor é evitar todo o esforço de melhorar. Pensam: para que adiar as recompensas? Para que trabalhar e poupar para o futuro? Melhor gastar tudo agora, pois vai acabar tudo mesmo! Qual a diferença da educação que essa pessoa recebeu em relação à educação da Idade Média? Praticamente nenhuma. Tanto naquela época como agora a educação é para produzir uma pessoa meramente funcional. Se conseguir executar uma função qualquer no trabalho está ótimo. Quanto menos pensar, melhor. E se não conseguem ser funcionais em algo então ficarão no gueto, fugindo no álcool, drogas e etc. A extrema carência que existe hoje em dia de mão de obra qualificada mostra a falência da educação. Em todos os setores não se encontram profissionais qualificados para as necessidades de uma civilização tecnológica como a nossa. Encontrar alguém que faça um bom trabalho é uma raridade. Alguém que faça direito na primeira vez, que faça com prazer e esmero, que goste do que faz e que procure melhorar dia a dia. Toda pessoa que precisa contratar alguém para um trabalho está tendo o mesmo problema. E isso em todas as áreas: desde uma empregada doméstica até um alto executivo. Uma escassez total de qualidade. Tudo demora dias ou meses para ser feito ou resolvido. E tem de ser refeito. Quando a população da Terra era de algumas centenas de milhões essa situação podia ser “empurrada com a barriga”, mas agora, com mais de sete bilhões, isso mudou. É uma carga insuportável de incompetência. São pouquíssimos para carregar a maioria nas costas. Isso é impossível de continuar por muito tempo. A crise que alguns já começam a sentir é a evidência disto. Como esta humanidade com tal despreparo mental/ emocional/intelectual/espiritual irá enfrentar uma crise de tal magnitude? Devido à ignorância de como funciona o Universo, a maioria das pessoas não compreende a tecnologia da transferência de in-formação da Ressonância Harmônica. Precisamos esclarecer, então, que esta tecnologia não é sonora nem subliminar. Nem é originada em nenhuma tecnologia terrestre. Não é baseada em repetições de afirmações ou mantras. As ondas superluminares ou escalares que são transferidas ao indivíduo são gravadas em outra dimensão da realidade, ou do lado espiritual ou astral ou qualquer nome que se queira dar. Não é gravado nesta dimensão em que vivemos, a Terceira Dimensão. Tudo que existe no Universo é Pura In-formação. Consciências Arquetípicas, DNA etc.. tudo é In-formação. Tudo pode ser transferido para quem deseja. Uma cliente me disse, um dia: – Como que eu ainda não tinha ouvido falar de transferência de in-formação?  Imaginem quantas pessoas já se suicidaram sem conhecer essa possibilidade, pessoas com depressão, com dívidas, falindo, perdendo relacionamentos etc. e que precisam desesperadamente de uma ajuda, de uma esperança, de uma palavra amiga e que não encontram isso em lugar algum. Não cabe a nós julgarmos quem é digno de receber essa informação. Não é só para os virtuosos, santos, pessoas que já entenderam a Mecânica Quântica, esotéricos e metafísicos, que surgiu, neste momento da história, esse trabalho no planeta Terra. É para todos os que sofrem. Seja qual for o problema. É para todos que querem progredir. É para todos que estão desempregados. É para todos os empresários que criam empregos e progresso. É para todos os que sofrem por amor. É para todos os sofrem os mais diferentes males. Seja de que tipo ou origem for. É para todos os que pensam em se matar. É para todos que já estão numa idade avançada e se preparando para a nova vida. É para todos os drogados e alcoólatras. É para todos os que estão presos. É para todos os que são perseguidos. É para todos os que passam fome. É para todos que estão sofrendo nos hospitais. É para toda a humanidade. Todas essas pessoas têm o direito de saber que esse trabalho existe e de decidirem, por si mesmas, se querem participar ou não.

Prof. Hélio Couto – Livro Mentes In-Formadas

https://www.heliocouto.com/